Manutenção preventiva: saiba como evitar problemas e gastos excessivos

A manutenção preventiva de apartamentos é uma forma de evitar problemas e gastos excessivos e desnecessários com obras corretivas. O importante é seguir as orientações e os prazos pré-estabelecidos para reavaliar os sistemas do imóvel.

Rejunte de box e cuba de pia com defeito, entupimento de ralo e de sifão, por falta de limpeza, e desgaste de vedações de varanda são alguns dos pontos de reclamação de quem procura a assistência técnica das construtoras.

Mas por que problemas “inesperados” acontecem?

O principal motivo para o surgimento desses problemas é a falta de manutenção preventiva. Cada material tem uma vida útil específica e isso, normalmente, vem descrito no manual de uso e operação do imóvel.

Caso o morador jogue cloro no rejunte, por exemplo, a vida útil dele vai ser reduzida e, consequentemente, a garantia é afetada.

Em relação a instalações elétricas, o indicado seria o morador chamar, uma vez ao ano, um eletricista para abrir o quatro elétrico do imóvel e reapertar todos os parafusos. Dessa forma, essa manutenção preventiva ajudaria a evitar possíveis problemas na rede.

As instalações hidráulicas, normalmente, possuem a mesma garantia do empreendimento, que é, em geral, de cinco anos. O gás também tem o mesmo prazo, na maioria dos casos.

Ambientes internos

Dentro dos apartamentos, cozinha, banheiro e varanda são os ambientes com mais relatos de problemas por falta de manutenção. Água e gordura são fatores cruciais para acelerar prejuízos e, por isso, os cuidados nas áreas onde elas estão mais presentes devem ser redobrados.

Na cozinha e no banheiro, o motivo está mais claro. Já na varanda, pode ocorrer o desgaste das vedações e esquadrias de alumínio e, assim, entra água da chuva e ocasiona alguns problemas.

Área comum dos condomínios

Os condomínios, muitas vezes, também não enxergam a importância de seguir os prazos de manutenção preventiva e acabam, assim, por prejudicar o coletivo.

Os principais itens que são alvos de reclamações nas áreas comuns dos prédios são: automação de portão, bomba de piscina e recalque de caixa d’água, porta corta-fogo de incêndio, geradores de energia, sistema de combate a incêndio e elevadores.

Normalmente, assim que o empreendimento é entregue, o condomínio é obrigado a firmar contrato de manutenção com as empresas de cada um desses sistemas. Caso contrário, perde a garantia.

Vantagens da manutenção preventiva

A opção pela manutenção preventiva é vantajosa, entre outros motivos, pelos seguintes: mantém o imóvel em bom estado, já que não deixa que ocorra o desgaste indevido do material; evita problemas a terceiros, como vazamento ou infiltração em apartamentos vizinhos; reduz a chance de ter custos elevados com obras realizadas para corrigir os possíveis problemas que possam surgir. 

Quer saber mais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2021 Blog Mazzini