Diretor da Mazzini fala de tecnologias sustentáveis em evento de A Gazeta

“Uma obra bem planejada não é uma obra que corre, é uma obra que não para”, declarou o diretor de incorporação da Mazzini, Luiz Claudio Mazzini Gomes, em live promovida por A Gazeta, na última quarta-feira (16), sobre tecnologia e sustentabilidade na construção civil.

Segundo Mazzini, para falar em sustentabilidade, é importante pensar na construção em três etapas.

“Temos a etapa anterior ao início da obra, que é a parte de projeto. Pensar no processo de construção, que é durante, e nas tecnologias que vamos usar no empreendimento. Também temos a parte do pós-entrega, em que a gente precisa auxiliar o usuário na manutenção do empreendimento e como ele vai operacionalizar e usar o produto”, explicou.

Quanto ao uso de tecnologias sustentáveis, exemplos como automação residencial, tomada para recarga de carro elétrico, reuso de água do ar-condicionado, placas fotovoltaicas e painéis de energia solar foram lembrados pelos participantes do debate.

“Como nosso produto é de prazo médio e de longo prazo de duração, precisamos estar atentos para que consigamos preparar nossos empreendimentos, para que eles estejam atualizados o maior tempo possível. Isso não é fácil, porque a tecnologia evolui com uma velocidade muito grande”, destacou.

Confira as tecnologias sustentáveis usadas em empreendimentos atuais:

  • Reaproveitamento da água do ar-condicionado

Reaproveitar a água que sai dos aparelhos de ar-condicionado dos apartamentos e evitar o consumo exagerado e desnecessário em condomínios é uma medida que gera, além de benefícios ambientais, outros tantos econômicos e coletivos.

A ação de reuso inibe o acúmulo de água que causaria a proliferação de mosquitos, como o Aedes aegypti, reduz a quantidade de água direcionada para drenagem urbana e a retirada desse recurso natural dos mananciais.

  • Tomada para recarga de carro elétrico

Um carro familiar médio, à gasolina, gera cerca de 24 toneladas de CO2 durante seu ciclo de vida, enquanto um veículo elétrico produz em torno de 9 toneladas, quando em circulação pelas ruas.

Atualmente, as tomadas para recarga desse tipo de carro são pouco encontradas, como em shoppings ou em alguns empreendimentos, sendo disponibilizada uma única tomada para todos os usuários.

De olho nessa evolução, os empreendimentos mais modernos já disponibilizam uma tomada para cada vaga de garagem, com objetivo de facilitar a vida do morador.

  • Painel fotovoltaico

A utilização de fontes renováveis de geração de energia em grandes empreendimentos tem figurado como alternativa para reduzir altos custos e diminuir os intensos impactos ambientais causados pela produção tradicional de eletricidade, por meio das distribuidoras.

Para trabalhar a favor disso, uma microusina é instalada no empreendimento, onde um painel reage com a luz solar e produz energia elétrica para ser utilizada nas áreas comuns de um condomínio, por exemplo.

  • Aquecimento de água por meio de placas solares

O aquecedor de água com energia solar é a melhor maneira de economizar energia elétrica e, ainda assim, ter a água sempre quente no chuveiro ou torneira.

O processo de aquecimento ocorre por meio do calor do sol, que é uma fonte de energia gratuita e que não prejudica o meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *